sexta-feira, 25 de julho de 2008

dια 25 ▫ Todas as Noites

Estava eu, dormindo, como um bebê, feliz e tranqüilo. Como sempre, alegria de pobre dura pouco... Ouço um barulho distante, saindo de meus sonhos e voltado a realidade, percebo que é a porra do despertador, que minha mãe colocou em meu quarto. Depois de ter jogado o utensílio contra parede, foi a vez de perceber que a janela aberta, fazia aquele sol filho de um puta iluminar a minha cara e torrar os meus miolos.

Saindo do meu quarto, vou ao quintal, de lá eu fico olhando para o céu azul, - sim, eu vi isto na televisão - olhos ardentes, tentei continuar, já lacrimejando e com o mesmo sol, amiguinho do despertador, eu resolvi desistir, ohh, lá se foi uma guerra, e eu a perdi.

Passando pelo corredor, comecei a tossir que nem um condenado, sorte um médico não ter visto, me internaria achando que eu fosse tuberculoso... Poderia ser pior, um padre tentando me exorcizar. Ta bom, chega de exageros, passando pela cozinha, peguei um remédio, enchi o potinho e engoli aquilo, não me pergunte o que era, só sei que tinha bom cheiro.

Chegando aqui, - em meu quarto - ligo o computador, e começo a escrever. Procurando uma música para entreter, fui na pasta “Capital Inicial” em busca de “Geração Coca Cola”, eu sei que eles gravaram essa música, mas à que tenho é do Legião Urbana, foda-se, ouvindo ela, como se nada mais pudesse atrapalhar, me vem aquela vontade... Abro a janela, e lá se vai saindo pela minha boca um catarrão grande, volumoso e amarelo... ou não, talvez verde. Ainda tenho minhas duvidas se aquilo caiu na cabeça de alguém... ok, eu não moro em prédio, não descarto a opção de ter caído em uma formiga ou um acaro!

Já que eu já escrevi tudo que tinha direito, vamos aproveitar que essa postagem está pequena... Eu gosto muito de viver à noite, motivo pra não conseguir olhar pro céu [?]. É nela que passo meus melhores momentos com amigos, o horário que as pessoas mais fazem sexo, bandidos roubam lojas, e uma porção de coisas legais ou não legais.

Agora indo direto ao assunto, para finalizar essa palhaçada toda, vai uma música cantada pelo Capital Inicial, não sei se é deles ou se foi só interpretação... Todas as Noites.

Todas as noites são iguais
Os meninos satisfeitos e as meninas querem mais
Sonhos caem como chuva
E é tarde demais, eu não consigo dizer não

Hoje à noite tudo pode acontecer
Quem olhar nos olhos vê bares e sedução
Num canto escuro pequenos goles de solidão
A noite esclarece o que o dia escondeu, eh...
O que o dia escondeu...

Meia noite, noite inteira, 3, 4, 5 da manhã
Eu vou embora, mas eu sempre volto atrás
Porque as noites são todas iguais!
Todas iguais

Todas as noites são iguais
De longe os disfarces parecem reais
Mãos me vestem como luva
E é tarde demais, eu não consigo dizer não

Hoje à noite é cedo até amanhecer
Quem olhar nos olhos vê estrelas no chão
Num canto escuro pequenos goles de solidão
A noite esclarece o que o dia escondeu, yeah...
O que o dia escondeu

Meia noite, noite inteira, 3, 4, 5 da manhã
Eu vou embora, mas eu sempre volto atrás
Porque as noites são todas iguais!
Todas iguais

na, na, na, na,na...
na, na, na, na,na...
na, na, na, na,na...
na, na, na, na,na...

Meia noite, noite inteira, 3, 4, 5 da manhã
Eu vou embora, mas eu sempre volto atrás
Porque as noites são todas iguais!
Todas iguais

Meia noite, noite inteira, 3, 4, 5 da manhã
Eu vou embora, mas eu sempre volto atrás
Porque as noites são todas iguais!
Todas iguais...
Todas iguais...
Todas iguais...

sexta-feira, 18 de julho de 2008

dια 18 ▫ Orelhas Furadas

Hoje depois de muito ajudar na Tricolor eu fiquei enchendo o saco do Thiago pra ir comigo na lojinha da Av. Marina. Depois de muito tempo ele concordou – sobre chantagem –. Quando chegamos lá eu falei com a minazinha que eu queria furar as orelhas, ela falou pra eu escolher um par de brinco e disse que eram todos o mesmo preço, então eu escolhi um de pedra transparente que tinha lá. Ela disse que não ia doer nada, e que era rapidinho. Aí ela pegou a canetinha roxa pra marcar onde ia ser o furo e marcou a minha orelha. Eu falei "Já furou *-*?", hsahuashu, ela deu risada e disse não, eu tava querendo fazer piada pra descontrair e pra ver se ela se interessava em mim (vai saber). A muié pegou a pistolinha lá, encaixou o brinco nela e colocou na minha orelha, ela apertou que eu não senti nada, só depois que veio um estalo do caralho. Eu contorci a cara toda, mas só que 10 segundos depois a dor tinha passado. Quando ela perguntou se eu queria só um furo, dois furos em uma, ou um em cada, eu disse que queria um furo em cada uma :S. Então lá foi ela furar a outra.

Saímos de lá entramos na lojinha do lado pra pegar umas fotos, logo já reparei que tinham duas garotas olhando pra mim, eu pensei que era por causa da porra do brinco, elas me acharam veado ou acharam maneiro.


Chegamos na Tricolor e fui correndo pro banheiro pra ver como tinha ficado, olhei no espelho e eu tava com uma puta cara de bicha. Ficou bastante afeminado, mas aí coloquei o boné e ficou um pouco mais homem haeooiheaihoeaihoea.


Não me lembro mais dos fatos, então vou colocar as fotos. :P – Foi só uma rima idiota, porque só vou por uma foto –.

quarta-feira, 16 de julho de 2008

dια 16 ▫ Farra em casa

Quarta feira entediante, faltei ao trabalho, e lá estava a linha do telefone livre e me chamando. Ficar em casa o dia inteiro na internet zuando, é engraçado. Mas ficar na internet o dia inteiro, com amigos, zuando os outros, é muito melhor.
Telefonei para o meu amigo Leonardo, veio ele e o Guilherme aqui em casa. O dia inteiro falando merda, jogando papo pro ar, fazendo graça e importunando o povo no msn. É engraçado saber que meus amigos não me conhecem tão bem, o Leonardo e o irmão dele ficaram mexendo no computador... incrível como ninguém notou a diferença, de como ele digita, e como eu digito. Pois ae vai um trecho de algumas conversas.


Leonardo diz:

Entra na minha comu ae http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=53926505
João Paulo diz:
5 real
Leonardo diz:
blz pega minha senha de conta na suíça e retira lá o dinheiro ou entaum pega com daniel dantas ou celso pinta
João Paulo diz:
a ta bom, mc? LEONARDO NO SEU QUADRADO
Leonardo diz:
leonardo no seu redondo
João Paulo diz:
FAZ UM CHURRASCO
Leonardo diz:
só se for de gato
João Paulo diz:
hahahahahha o raul tem um ae?
Leonardo diz:
naum, mas tem uns rato q core pela casa dele de noite, cada rato grandao q parece gato

Depois dessas conversas sem nexo, o zé ligou a cam para minha amiga, e ela achando que eu estava digitando, quando a imagem chegou pra ela, só se via aquela boca cheia de dentes do infeliz, as amídalas, quase que engolindo a web cam. A imagem travou, quando abrimos a janela, eu e o Guilherme começamos a rir sem parar, o coitado até bateu a cabeça na parede, tadinho. Mas melhor que isso... só quando ele estava mexendo no pc, ele tava sentando na cadeira, e o Leonardo mostrou pra ele uma capa de um filme pornográfico. Ele ficou olhando tão entretido... Foi quando o Leonardo gritou pra ele: TÁ FICANDO DURO NÉ!!
Eu comecei a rachar... o Guilherme assustado caiu de costas, quase quebrou minha cadeira, mas nem quis saber, única coisa que quis, foi dar uma gargalhada daquela cena.
Nem tão mais engraçado, mas não poderia ser descartada, esta conversa que eu ri só de ver.

Leonardo diz:oi, td bem??

Mary diz:sim,e você?

Leonardo diz:
tbm, q bom pra ambos

Mary:
=^.^=

Leonardo diz:
o raul mandou um beijo

Mary:
mande outro.

Leonardo diz:
ele mandou outro

Mary:
manda um abraço.

Leonardo diz:
tah

Mary:
ja volto

Leonardo diz:
Tah, vou aguardar

Leonardo diz:
raul perguntou se vc jah voltou??

Leonardo diz:
vc num respondeu, axo q num voltou ainda né?

Leonardo diz:
e agora??

AUHUHAhuahuAUHauhUHAuhaUHUHAuhauHAUHauhHUa kkkkkkkkk, depois de reler isso... prefiro não comentar...

segunda-feira, 14 de julho de 2008

dια 14 ▫ Férias!

Fica avisado que eu não postei isso no dia, então como minha cabeça já não é mais a de antigamente, eu não lembrei de todos os detalhes...

Segunda-feira. Dia de sol, finalmente a semana de acabar as aulas , vou eu pra escola todo feliz. Chegando lá não havia quase ninguém, da minha sala só havia uma pessoa . Antes de cair fora, fui conversar com minhas amigas da 7ª Série. 50 minutos depois lá estavam: Eu, Alexia e Thainara, os três bolando aula. Elas me falaram que se eu fosse ao fliperama com elas, as duas iriam ver o preço do alargador comigo, pena que a body-piercing estava fechada. Depois disso ficamos passeando pelo centro da cidade, pra quem não mora lá talvez seja divertido, mas pra mim que estou ali desde pequeno, trabalho, e sou envolvido com aquela cidade; não tem muita graça. O que valeu foi a companhia delas. Fomos ao fliperama, lá eu paguei duas fichas pra elas, uma pra mim, e ainda sobrou uns troco. Eu todo feliz jogando na maquina X-Men vs Street Fighter, certo de que iria vencer, perdi por causa do maldito time, depois de fechar aquela maquina 3 vezes invictas, usando Storm e Cyclops, eu me vi ali um lixo, tudo bem, é a idade! Lá no fliper apareceram duas amigas delas. Eu sempre via elas na escola, nunca havíamos conversado, nesse dia nos conhecemos, muito gente boa elas. Depois de muito andar, beijar na boca, tomar sorvete... hein? ham? o quê que foi? hum? Então, depois de andar e ficar causando pela cidade - Ta bom, não é pra tanto - Como, um bom rapaz trabalhador, resolvi voltar para Tricolor, com o cabelo todo despenteado, porque o meu boné eu tive que dar para Thainara, confesso, ela ficou gatinha com ele.
Chegando lá, me vem a noticia que se eu tivesse chego 10 minutos antes, eu pegaria uma carona com meu pai, que estava indo para Santos.
Mais uma vez seguindo a velha rotina, pegando o maldito buzão...

Eu to sem idéia pra escrever o resto, preguiça de pensar, vou acabar aqui.

sexta-feira, 11 de julho de 2008

dια 11 ▫ Ultimos dias de aula

Hoje foi um dia legal, principalmente na escola...
As férias estavam por vim, e já haviam poucos alunos, parece ser brincadeira, mas o que aconteceu foi de ir os alunos ruins e bagunceiros, e os cdf’s não comparecerem.

Muita guerrinha de papel e giz, movendo as mesas de um canto para o outro... Até o professor de português fomos irritar, não é muito normal conversamos com ele, é um cara meio fechado, mas é muito gente boa. Eles ficaram falando de futebol lá, e eu no meio sem falar nada porque nem curto. Era legal falar que meu amigo Jefferson estava na parada gay de São Paulo, ele é sempre o mais zuado da sala, mas ele leva na brincadeira, os que mais aprontam na 8ª A são: Jefferson Diniz e Raul Izar.

Nos anos anteriores na escola, eu sempre fui distante de meus amigos, eu era muito tímido, e quando eu via alguma galera junto, se divertindo, eu não ia pro meio, eu ficava no meu canto só criticando e achando tão sem graça. Sou do tipo que nunca participo das festinhas, das quadrilhas, das excursões, em geral... Mas hoje foi diferente, nos juntamos, resolvemos todos não fazer a lição de matemática, e aquilo, pra mim, foi foda, ver as patricinhas, junto com os palhaços, os maloqueiros e os cdf’s, todos juntos contado piadas. Era divertido ver a cara deles, vermelhos de rir, quando eu contava alguma piada sem nexo ou tosca, ou até mesmo a minha, rindo de alguma que só eu havia entendido.
É bacana ser o popular da sala ou o centro das atenções, quando eu entro pela aquela porta eu vejo que alguns alunos sentem admiração por mim, não estou querendo me gabar... mas já tentaram me colocar de coordenador da sala nos primeiros dias de aula. Bom ver que aqueles alunos exluidos da sala, os que ficam quietos em seu canto fazendo lição, e nunca conversam com ninguém, dando um sorriso quando você senta perto deles; uma menina que eu nem falo, outro dia veio me dar uma bala. Tento dar atenção a todos, é disso que eles precisam, de uma oportunidade de se mostrarem legais. Eu tive essa oportunidade, ou talvez seja bajulado por ser o repetente da sala de aula hehe.

quinta-feira, 10 de julho de 2008

dια 10 ▫ Sweeney Todd

Vamos lá. Eu assisti Sweeney Todd, muito bom, assistam. Mas um sucesso do Johnny com o Tim. Fodastico.





Essa postagem foi em especial para: Natália, Leticia, Mary Simons, Má'Suka, Tia/Jeh, Mell/Paty, Annyele, Larissa...