segunda-feira, 22 de março de 2010

dια 18 ▫ As Garotas do Buzon

Andar de ônibus é um dos momentos mais relaxantes da vida.
Bem aventurados são aqueles que, como eu, tiveram a grande sorte de ter no mínimo uma hora dentro de um ônibus, pra pensar na vida.
-
No meio da viagem a minha mente começa a viajar.
Eu penso em tantas coisas... tantas pessoas...
Nos meus amores, nas opções de quem poderia ter passado a ser um deles...

Hoje no buzão eu vi uma garota passando pela roleta, ela estava trajando um vestidinho tomara-que-caia e, automaticamente meus olhos miraram no decote da guria, e eram seios tão bonitinhos...
Isso me lembrou outra vez, faz alguns dias, que eu tava sentado com a minha irmã à caminho de casa, no fundo da bumba, quando apareceram duas mulheres, uma morena e uma mulata; não havia lugar para elas sentarem, então elas ficaram conversando de frente para porta de saída.
A morena ficou de costas pra mim, e foi inevitável, eu não conseguia parar de olhar pra bunda dela. Cara, era uma bunda espetacular, foi a bunda mais linda que eu já vi em toda a minha vida – pessoalmente, porque na televisão ninguém supera a Cacau do BBB10. Era uma bunda tão bem definida... tinha o formato de um coração, sabe? Não consegui me controlar, fixei o olhar nas nadegas da mulher, tentando enxergar através da calça-jeans que ela estava usando, mas foram apenas por uns 5 segundos.
A mulata que estava com ela cortou o meu barato de uma forma tão radical. Meu reflexo fez com que eu desviasse a atenção do paraíso para cima, na frente daquela Deusa.
Reparei na amiga dela, que reparou em mim também; a desgraçada notou que eu estava secando aquele belo popozão, e eu não sei o que passou na minha cabeça na hora, que até perdi o que tenho de melhor: o dom da mentira. Tinha virado tão rápido o olho que só fui perceber que aquilo foi a pior disfarçada que dei na vida depois de ter feito.
Mas também não me arrependo, vou guardar a imagem daquele traseiro pela eternidade, e sempre que precisar irei me lembrar dele u_u.

Bem, desculpe, acho que acabei tendo um devaneio e me esqueci de falar do que aconteceu hoje, depois de olhar pros seios da garota da roleta:
Eu estava sentado já fazia uns 20 minutos atrás de um velhinho, olhando pela janela e lembrando de algumas coisas, imaginando certas outras coisas... FOI QUANDO EU REPAREI!
Havia uma garota sentada ao lado do senhorio que acentuava o acento a minha dianteira.
Não lembro de ter visto ela entrando no ônibus, mas só sei que ela virou o rosto para o lado esquerdo, e só então pude reparar em seus olhos.
Ela não tinha nenhuma beleza em especial, mas algo nela me chamou a atenção. Fiquei vidrado no rosto da menina; fiquei tão apaixonado por ela do que tinha ficado pelo bumbum da mulher citada acima. A minha vontade naquele instante era de pedi-la em casamento, abraçar e lascar um beijo na boca.
Acho que agora acredito de fato em amor-a-primeira-vista. Foi uma sensação estranha, eu me senti com borboletas no estomago... – ta, essa frase eu tirei de algum lugar mesmo :B
Já tava torcendo pra ela virar de frente e ser aquele trabunco, para que assim eu me decepcionasse logo e não continuasse sentido isso pelo resto do dia, mas não, quando a garota se levantou, meu coração disparou. Ela era linda, totalmente perfeita! :S

Queria encontrar as palavras certas para descrever tudo aquilo... mas... mas... MAS!...
Essas coisas não se explicam. Vou passar a noite lembrando do rosto dela =/

Se você for essa garota e estiver lendo isso, por favor entre em contato comigo o_o
Se for o avião, me envie uma DirectMessage no Twitter passando o telefone, porque aí são outros 500.