quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

dια 09 ▫ “Drogadinho” Irônico

– Eu não erro duas vezes.
– Como assim? Ta dizendo que eu fui um erro? Quando estávamos juntos, em nenhum momento parecia.
– Já foi muito bom pra mim todo mundo ficar falando que namorei um drogadinho.
– Ninguém pode provar que isso é verdade, tanto que não é. E mesmo que fosse, eu não teria vergonha disso e assumiria.
O tabu está na maneira em que as pessoas pensam sobre o assunto. Se colocar um piercing fosse ilegal, aposto que você não colocaria, porque ta parecendo ter mente fechada.
Assim como fazer uma tatuagem, ou fumar e beber; há pessoas que mal vêem.
– Mano, cala boca, se fecha! Não to afim de ouvir seus lamentos.
– Opiniões não são lamentos. Estou conversando com você normalmente, mas parece que você ta se incomodando por algum motivo.
– É, me incomodo com a sua presença na minha vida!
– Péraaê que agora eu fiquei ofendido! Meu Deus, não esperava ouvir isso da mulher que eu amo! Caralho! Tenho que me matar depois dessa, pois estou com meus sentimentos feridos. Quebrou meu coração em mil pedaços!