sexta-feira, 3 de maio de 2013

dια 03 ▫

Não sei como nem o porquê, mas me tornei aquilo que eu mais repugnava.
E não consigo controlar, porque eu simplesmente mudei.


Parece que foi ontem que eu era um garoto que agia corretamente, andava na linha.
Pensava nos outros antes de si próprio, não conseguia mentir, nem sustentar uma mentira.
Perdi meus princípios, meu caráter, e todos os dias me sinto um filho da puta de um hipócrita.
-
Mas não posso ficar me culpando... Foi você quem insistiu.
Você quem me quis. E eu te disse que não devia.

Sempre fugi de relacionamentos para não terminar fazendo merda.
Bem, eu não fiz, mas poderia muito bem ter feito. Em qualquer momento.
-
Ainda existe em mim vestígios de quem um dia fui... Sinto que sim.

Queria poder me resgatar, por você. Mas é impossível.
Talvez não seja aquela destinada a fazer isto.
Sinto muito.