quinta-feira, 7 de maio de 2009

dια 07 ▫ Cabeçudo da Bicicleta

  05:30 da manhã: minha mãe vem me acordar; falo pra ela me deixar dormir um pouco, mas 05:40 e lá vem ela de novo; eu falei alguma coisa da qual não me recordo e voltei a dormir. 05:55:
- RAUL, ACORDA! JÁ É CINCO PRAS SEIS!
- Ah, Mãe... Tô com sono, deixa eu dormi...
- Vai faltar na escola?
- Não, vou na segunda aula!
- Que hora que é a segunda aula?
- Sete e cinqüenta!
  Voltei a dormir; dessa vez com esperança de ter um longo sono e um sonho gostoso e demorado. Sei lá que horas eram, e mais uma vez vem a Véia:
- ACORDA PRA IR PRA ESCOLA!
- EU NÃO VÔ! Não consigo acordá! Me deixa dormi e não me chama mais!
Talvez umas 8 horas...
- ACORDA! VOCÊ VAI TRABALHA?
- NÃO, NÃO E NÃO! Por favor, Mãezinha, deixa eu dormi!
- Como que você não vai?
- Eu vou mais tarde!
- Que horas?
- A hora que eu acordar. TCHAU, EU QUERO DORMIR!
De fato eu não consegui levantar.

  Agora sim! Finalmente poder repor as energias; ficar deitado, enrrolado nas cobertas; descansar, sonhar, sonhar... sonhar...
Hoje eu não tive um sonho nada legal... Sonhei com a amiga daquela garota que eu amava muito, a gente conversava e eu perguntava muito sobre ela; achei o orkut dela e por um momento hesitei em abrir, reestabelecer contato.


  13:30: eu acordo com a barulheira do pedreiro que tava arrumando a pia e vou lá pra fora falar com ele.
- Minha mãe disse que eu tava aqui?
- Não! Te assustei?
- Pior que sim! rsrs
  Tomei banho pra ir trabalhar, me arrumei, peguei a carteira (sem dinheiro) e coloquei os óculos (H). Acabei não indo porque já era meio tarde e não ia ter tempo pra ver X-Men, então fui na casa do Doido perguntar se ele queria ver.
Quando eu, ele e o Guilherme tava de saída, falei pra passarmos em frente a 7, só pra ver né... Daí na volta eu vi o Henrique e cobrei o meu CD do GTA San Andreas: - E meu CD, Caloteiro!? - Vamo lá em casa busca!
Perguntei pro Leonardo e pro Guilherme se eles queriam ir, então fomos todo mundo de bike, menos o Leonardo que ficou correndo com as calças dobradas [?].
  Quando voltamos passamos na pista de Skate que tem em meu bairro, menos o Leonardo cagão que não quis ir. Foi muito loca a adrenalina de ficar dessendo as rampinhas de bicicleta husauhsa. Passou um tempo, a gente estava descansando, foi quando chegou um moleque pirralinho, cabeçudo pra caralho: "Mó legal subir isso aqui!" e eu comentei: "É muito loco!" daí o molequinho retrucou "Não te perguntei nada" e eu confuso e com raiva respondi "Perguntou sim, idiota". Ele resmungou alguma coisa e saiu andando.
  Eu tinha perguntado pro Leonardo de sera numa casa lá atrás que morava uma amiga dele, ele confirmou e eu apostei que tinha coragem de chamar ela. Eu falei pra ele segurar o GTA e olhar a bike pro moleque doido não pegar; daí fui lá na casa dela e gritei: "RAFAELA!". Tentei mais de quatro vezes, espiei dentro da casa pelo buraquinho do correio, e só tinha uma muié na sala, acho que passando roupa, mas mesmo assim ninguém atendeu ou respondeu. Voltei pra lá o Leonardo tava todo envergonhado e agaichado se escondendo, me chamando de louco.
  Passa um tempo e chega o Moleque Cabeção falando pro Leonardo: "Cansou?" e o Leonardo que não tinha feito porra nenhuma além de ficar sentado respondeu: "Pedalei pra carai!" e o Cabeção: "Eu tô mó tempão pedalando! 4 horas!" Eu não resisti e tive que fazer uma imitação dele, só que com a voz piorada 15x:
- Eu tô 7 horas!
- Eu to 12 horas! - respondeu o Cabeçudo.
- Eu to desdas zero hora até as vintiquatro hora pedalando aqui! - e o Guilherme rindo sem parar
- Eu te comi e você ainda fez um boquete! - Eu fiquei indignado com um moleque pirralho daquela idade falando uma porra cabeluda dessas, então continuei:
- Tu me comeu e eu te fiz um boquete! - daí o moleque ficou surpreso e sem graça:
- Eu te comi, é?
- É, eu te dei o meu cu, fico preto!
- Tu deu pra mim, né? Deu pra mim, né?
O moleque foi embora do nada, todo sem graça e a gente começou a cascar o bico. O Guilherme não parava de dar gargalhadas de lembrar da minha imitação de criança nordestina.
  Quando a gente tinha chego na pista tava deserta, mas agora já havia uns três molequinhos andando de bicicleta por lá. Passou um doidinho andando e subindo a rampa, até que levou um tombo. Eu comecei a rir, mas depois fiquei com pena do pirralinho lá estirado no chão. Depois o Cabeçudo começou a rir sem parar e apontar pro moleque caído, eu mandei ele párar e calar a boca, daí ele retrucou: "Vem cá me fazê pára!". Eu levantei com uma raiva, mas só pra ameaçar o Cabeção, e deu certo, porque ele subiu na bicicleta e saiu correndo. Eu falei pro Leonardo e pro Guilherme: "Esse moleque que devia ter caído, haha; filho da puta!" e o Leonardo: "Pára de zicar, coitado do moleque!". Menos de um minuto depois, eu virei pra ver o cabeção, que passou correndo de bicicleta no maior pau, preguei minha atenção nele e reparei na roda da frente derrepente bateu no relevo e freio a bicicleta. Foi a cena mais emocionante que eu já tinha visto na minha vida. O Cabeção saiu voando por cima da bicicleta e se escancarou tombado no chão. Eu não resisti e comecei a gritar: "AEEE! KKK! CAIU!! SE FUDEU! TROXA! OTÁRIOOOO! UHUULLL, AE AE!". O outro molequinho que tinha caído antes começou a tirar mó sarro, e eu dei risada com gosto. O Cabeçudo ficou todo vermelho, completamente sem graça, ele olhou assim pros dois lados e montou na bicicleta e foi embora voando.

  Saímos da pista de skate com uma fome (pelo menos eu), e passamos no mercado pra comprar pão, na verdade, 12 pães G_G. Fomos à minha casa e preparamos 12 sanduíches de Presunto&Queijo, o que compensava mais do que comprar pastéis, mas mesmo assim comendo uns 4 ou 5 a minha fome não foi nutrida. Assistimos X-Men 1 e X-Men 2 na casa do Leonardo, nos dois eu fiquei criticando o cabelo do Hugh Jackman e os efeitos especiais do filme que sempre estavam artificiais.
  Após acabar os filmes, entrei no MSN; falei com a Lucy, que fez o favor de caguetar que a Jean morre no terceiro filme --'; com raiva eu contei quem era o assassino em Efeito Borboleta 3, mas ela disse que não ia assistir mesmo, aff.
  Pela primeira vez vim embora cedo, e cá estou eu, em my house escrevendo nu papel, sem pc, com sono e sem forças às 1:30 da matina. FIM.

Ok, esse texto foi um lixo total, mas eu tinha que registrar a passagem daquele Cabeçudo na minha vida, haha. Esse acontencimento foi mais legal na hora, porque não teve como passar a diversão escrevendo esse fato.


Escrito: 07/05/2009 - Digitalizado: 19/08/2009 22h22m - Postado: 03/03/2010 02h48m